26 Fevereiro 2021
Alberto Feitosa aprova voto de pesar para as 3.759 vítimas de violência em Pernambuco

Alberto Feitosa aprova voto de pesar para as 3.759 vítimas de violência em Pernambuco

O aumento dos índices de violência em Pernambuco fez o deputado Alberto Feitosa (PSC) aprovar Voto de Pesar, por unanimidade, pelo falecimento do comerciante Rui de Melo Silva, vítima de homicídio, dentro de seu estabelecimento, na cidade de Lajedo.

"Através da família do Senhor Rui, estendemos esse voto de pesar às outras 3.758 famílias que perderam seus entes queridos por Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), em 2020”, ressaltou. O deputado abordou a questão da violência, na manhã desta última quinta-feira (25), em sessão plenária da Assembleia Legislativa (Alepe).

Em seu requerimento à Alepe, o Coronel Feitosa citou os dados divulgados pelo Governo do Estado, em apresentação do balanço sobre os índices de criminalidade, que, em 2020 chegou ao alarmante número de 3.759 homicídios, 290 vidas a mais que em 2019, perdidas para a violência no Estado.

“A violência tem preocupado muito os pernambucanos, de todas as classes sociais. Apenas cinco estados da federação tiveram redução nos índices de violência no período da Covid-19. Acontece que em Pernambuco esses números saltam aos olhos quando o Governo do Estado, que tinha a meta de fazer uma redução de 12% em relação a 2019 e, em 2020, esses números cresceram em praticamente todas as cidades.

Neste ano, só no mês de janeiro, já morreram 297 pessoas. Do jeito que estamos, iremos superar neste ano de 2021 os números de 2020. Os pernambucanos estão com medo de ir às ruas, de andar nos parques e de pegar ônibus. É preciso segurança nas ruas", apontou Feitosa.

O deputado estadual também falou dos crimes contra o patrimônio, que vêm acontecendo, frequentemente, no Recife. Ele exemplificou um caso ocorrido no bairro do Rosarinho, onde um restaurante foi assaltado três vezes em um único final de semana.

O Coronel Feitosa também citou que, nos arredores da praça Fleming, no bairro da Jaqueira, os prédios são furtados e as autoridades não fazem nada. “Foram 9.422 assaltos em 2020, dos quais apenas 3% tiveram solução, ou seja, somente 251. A impressão que dá é que, em Pernambuco, bandido tem licença do Estado para atuar”, complementou.

O deputado finalizou a sua participação com um agradecimento aos colegas da Assembleia Legislativa pela aprovação, em unanimidade, do voto de pesar pelo número de homicídios ocorridos no ano passado.

“A aprovação unânime me deixa muito tranquilo, porque eu vejo nela a representação do Governo do Estado e a solidariedade dos meus colegas, inclusive do líder do governo. É sinal de que unanimemente essa casa concorda com o estado de abandono em que vive o pernambucano e concorda com a pouca atuação do estado na investigação e elucidação desses crimes”, concluiu Feitosa.