17 Junho 2019
Carteira de identidade deve ser mais barata e digitalizada em Pernambuco

Carteira de identidade deve ser mais barata e digitalizada em Pernambuco

As longas filas que os pernambucanos enfrentam para conseguir tirar a carteira de identidade e o aumento escalonado do documento na emissão de novas vias devem ser abolidos num curto espaço de tempo.

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Eriberto Medeiros (PP), propôs ao governador Paulo Câmara (PSB) alterações nos critérios para a reemissão do documento e a redução do valor.

A idéia é criar um preço único para as demais vias da carteira de identidade, uma vez que a primeira é gratuita, além mudar o formato atual de produção saindo do manual para o digital. A previsão é que até setembro o novo sistema para retirada carteira de identidade seja implantado no estado. 

Três pontos estão sendo discutidos entre o governo e a Assembleia Legislativa: a dificuldade no acesso, o agendamento para tirar a identidade e a demora para tirar e receber o documento. Segundo Eriberto Medeiros, não é justo o modelo atual de reemissão da identidade, que varia de R$ 22,61 a R$ 90,51, prejudicando principalmente as pessoas mais carentes. 

“Os valores deveriam ser padronizados. Não acho adequado existirem segunda, terceira, quarta via e assim por diante. Tudo devia ser considerado segunda via com o mesmo custo. Sugeri ao governo de Pernambuco novos critérios a partir de notas técnicas”, justificou Eriberto.

A iniciativa do presidente da Alepe surgiu durante sua interinidade como governadora do estado, já que a matéria é privativa do executivo.


Redes Sociais

Últimos Posts

Apoio


  • Ponto de Vista AO VIVO
  • Blog Edmar Lyra

  • Digite Google

Siga-me no Facebook