14 Janeiro 2021
Coluna do Adriano Roberto de quinta, 14/01/2021

Coluna do Adriano Roberto de quinta, 14/01/2021

Os nomes que já estão se compondo para 2022 em Pernambuco

Com a possibilidade do rompimento entre PT e PSB em Pernambuco e o lançamento do nome do senador petista, Humberto Costa, como possível candidato ao Governo do Estado, já temos pelo menos cinco nomes ventilados como aspirantes à cadeira do Palácio do Campo das Princesas nas eleições de 22. São Eles: Geraldo Júlio, Miguel Coelho, Raquel Lyra, Humberto e Gilson Machado.

Geraldo, todos sabem que desde quando elegeu João Campos para a prefeitura do Recife foi alçado pelo militância socialista aos quatro cantos, com direito a cards amplamente divulgados nas redes sociais. Conta como carta marcada do núcleo duro do PSB. Já Miguel Coelho, apesar de reeleito e fazendo uma grande gestão em Petrolina, não tem uma coletânea de votos comprovados pela Região Metropolitana do Recife. Além disso, não seria o candidato da preferência de Bolsonaro aqui, já que Gilson Machado deverá ser essa opção.

Gilson está com a faca e queijo na mão, na frente de um ministério importante como o Turismo, para se tornar o candidato bolsonaristas em Pernambuco. Diferente da eleição passada, quando tentou uma vaga para o senado e foi banido pela cúpula do PSL, agora ele pode compor um grupo forte que já conta com políticos de mandato nas câmaras municipais e até na Assembleia Legislativa.

Raquel Lyra está muito empenhada em construir uma candidatura que sairia de Caruaru muito forte para ganhar o Estado e se viabilizar com o nome forte do PSDB. Tem pujança e pode surpreender pelo fato de ser mulher, seria a primeira a governar Pernambuco. E por fim o próprio Humberto que pode, mais uma vez dividir o PT ou já despachar do partido, antes do processo eleitoral, os militantes que tem mais simpatia pela deputada Marília Arraes. Lembrando que nesta lista ainda podem surgir outros nomes, como o do prefeito Anderson Ferreira por exemplo.

Cargos do PTCom o nome de Humberto sendo cogitado e o rompimento dos trabalhadores com os socialistas, quando é que o Governador vai fazer a tal reforma nos cargos ocupados pelo PT? Atualmente, o partido ocupa a secretaria de Desenvolvimento Agrário do Governo do Estado, com Dilson Peixoto e outros espaços menores.

Expulso do PSL – O deputado Carlos Jordy, do RJ divulgou nas redes sociais que foi expulso do PSL por Luciano Bivar. “Acabo de receber a representação pela minha expulsão do PSL. Motivo: apoiar candidatos q não eram do PSL nas eleições municipais. Destacam Allan Lyra (PTC) em Niterói e Capitão Nelson (Avante) em São Gonçalo. Detalhe: apoiei Capitão Nelson apenas no 2o turno contra o PT. Burros! Já estou negociando a troca de partido com duas legendas.”

Marília acenou pra Raquel – Em entrevista à Rádio Liberdade, na manhã de ontem (13), a deputada Marília Arraes cogitou apoiar uma possível candidatura da prefeita tucana de Caruaru: “Pode ser que Caruaru tenha uma governadora em 2022. Vamos ver o que acontece.” Claro que o recado foi direto para Humberto, mas muita agua pode rolar debaixo desta ponte.

Cara de pau – A deputada paulista Janaina Pascoal reputa o prefeito manauara, Arthur Virgílio, como um dos políticos mais cara de pau da atualidade. Nas redes sociais ela indaga: “Gostaria que o Prefeito de Manaus revelasse quais medicamentos tomou, quando veio se tratar em São Paulo! Muito fácil falar ser contrário a medicar, bradar por uma vacina que ainda está sob análise! O povo de Manaus tem o direito de saber como ele se curou!?”.

Clisertão no distrito de Rajada – Agendado para acontecer de forma presencial no próximo mês de setembro em função da pandemia do Covid - 19, o 5º Congresso Internacional do Livro, Leitura e Literatura no Sertão, o Clisertão, está oferecendo uma programação virtual com atrações agendadas até o final de fevereiro que vem. As ações on-line, desde dezembro passado, estão mobilizando principalmente os moradores do distrito de Rajada, município de Petrolina-PE

Quem responderá – Porque os secretários do governo de PE que participam das coletivas sobre a Covid-19 são tão arrogantes?